sábado, dezembro 23, 2006

Regiões demarcadas

DIZ-SE QUE UMA DAS COISAS que mais diverte os turistas oriundos de países civilizados são as nossas estradas de «Tolerância Zero» - regiões demarcadas onde «é mesmo preciso cumprir a lei!».
Decerto para as compensar, nasceu o caso de Barrancos, região demarcada de sentido contrário: ali, não se aplica a lei geral do país no que toca a corridas-de-morte.
Mas, pelos vistos, ainda faltava uma terceira anedota, as regiões-demarcadas-mas-pouco:
São os 21 locais bem definidos onde, em Lisboa, não se poderá circular com excesso de velocidade; além disso, entre o local em que o condutor praticar a infracção e aquele «onde será MESMO obrigatório cumprir a lei» serão deixadas três centenas de metros...
Um gozo!
.
C. Medina Ribeiro

3 Comments:

At 3:45 da tarde, Blogger Julio A. said...

Para rir não é.....pois sempre andamos a rir, ao espelho. Sinceramente, porque razão temos que aturar tanta burrice?

 
At 12:43 da tarde, Blogger Nuno Brederode Santos said...

Este comentário foi removido pelo autor.

 
At 12:46 da tarde, Blogger O Carmo e a Trindade said...

Cerca de 13 mil condutores foram apanhados em excesso de velocidade, em pouco mais de 24 horas de funcionamento dos novos radares da Câmara Municipal de Lisboa.
Um dia depois da entrada em funcionamento dos novos radares na capiral portuguesa, a radial de Benfica é a zona onde foram identificados mais automobilistas (5.304) a circular acima dos permitidos 80 quilómetros por hora.

A segunda via com mais aceleras é a Segunda Circular. Na zona de Calvanas, junto ao aeroporto, onde está montado um dos sete radares espalhados por Lisboa desde quinta-feira, foram registados 4.553 condutores em excesso de velocidade.

Na Avenida Gago Coutinho, que liga o Areeiro ao aeroporto, foram fotografados 1281 automobilistas.

A partir do próximo dia 16, Lisboa contará com um total de 21 radares e seis painéis de informação, mas a identificação dos condutores ainda não tem direito a multa.

Diário Digital
23-12-2006 12:33:20

 

Enviar um comentário

<< Home


referer referrer referers referrers http_referer