terça-feira, novembro 21, 2006

Olha Outro!

"SRU Baixa/Chiado: Mendes acusado de vetar apoiante de Menezes

Um dirigente do PSD apoiante de Luís Filipe Menezes acusou hoje o líder do partido de pressionar o presidente da Câmara de Lisboa para retirar um convite que lhe fizera para integrar a Sociedade de Reabilitação Urbana da Baixa/Chiado. Pedro Portugal Gaspar, membro do Conselho Nacional do PSD pela lista de Menezes - que perdeu a corrida à liderança do PSD com o actual presidente, Marques Mendes - disse à agência Lusa ter sido convidado para integrar a administração da Sociedade de Reabilitação da Baixa lisboeta. O convite foi feito numa reunião com o presidente do Município da capital, o social-democrata Carmona Rodrigues, ocorrida na tarde de 21 de Setembro.

A 11 de Outubro, aquele jurista diz ter-se reunido com a vereadora Gabriela Seara para «acertar aspectos metodológicos da proposta». Na reunião de câmara de 2 de Novembro foi apresentada a proposta com a indicação dos nomes dos administradores, incluindo o de Pedro Portugal Gaspar, mas a sua discussão acabou por ser adiada, «sob o pretexto de se realizar uma nova reunião a 6 de Novembro onde seria discutido o Plano Estratégico da baixa Pombalina».

«No dia seguinte, porém, recebi um telefonema de Carmona Rodrigues que me disse existir uma resistência de Marques Mendes ao meu nome e que essa teria sido a principal razão para a retirada da proposta na reunião de câmara, e não a reunião de 6 de Novembro», acusou o social-democrata. Pedro Portugal Gaspar garantiu mesmo que no dia 6, num almoço onde participaram deputados municipais como Henrique de Freitas, Rodrigo Mello Gonçalves, Fernandes Marques, João Santos, João Mota e Victor Gonçalves, o presidente da Câmara de Lisboa terá especificado que recebeu um telefonema de Marques Mendes a 1 de Novembro, antes de um jogo do Benfica, pedindo-lhe para retirar o nome da proposta.

O social-democrata disse ter existido um almoço ente Carmona Rodrigues e Marques Mendes na última segunda-feira, tendo na terça-feira sido-lhe transmitido pelo presidente da Câmara de Lisboa que existia um «veto partidário» ao seu nome «não havendo, portanto, viabilidade para a concretização do convite formulado».

A proposta acabou por ser levada a reunião de Câmara hoje sem o nome de Pedro Portugal Gaspar, mas foi «chumbada». Contactado pela Lusa, o gabinete de Marques Mendes desmente estas acusações, afirmando que «o líder do PSD não se mete em nomeações camarárias». A Lusa pediu igualmente ao gabinete de Carmona Rodrigues um comentário a estas acusações, mas até ao momento não houve uma resposta concreta."


Repesco esta notícia atrasada da Lusa. No meio da bagunça em que se encontra a Camara Municipal de Lisboa, ninguém deve ter reparado que Carmona Rodrigues continua a convidar e a desconvidar pessoas ao sabor das conveniências e das pressões. O que verdadeiramenbte espanta é o flagrante contraste entre a imagem vendida e a realidade do comportamento deste autarca. As trapalhadas não ficaram orfãs!

Jorge Ferreira

1 Comments:

At 11:52 da manhã, Blogger Wellington Almeida said...

Olá. Cheguei aqui através do jornal do Metro.Gostei e voltarei sempre que puder. Abraço.

 

Enviar um comentário

<< Home


referer referrer referers referrers http_referer